quarta-feira, 8 de junho de 2011

                            Deuteronômio 22:13 a 30


     Ainda falando sobre a seriedade dos pecados sexuais, vamos hoje ler e explicar um pouco do que nos diz o nosso Catecismo Maior, quando fala sobre a quebra do sétimo mandamento. Em princípio pensamos que o pecado de adultério é apenas o relacionamento com alguém casado. Mas a gama de pecados que este mandamento abrange é muito maior. Vejamos então, alguns aspectos que a pergunta 138 expõe:


     Pergunta 138. Quais são os deveres exigidos no sétimo mandamento?


     Os deveres exigidos no sétimo mandamento são:
     _ Castidade no corpo, mente, afeições. "...cada um de vós saiba possuir o próprio corpo, em santificação e honra, não com o desejo de lascívia (sensualidade)..." I Ts 4:4 e5


     _ Castidade nas palavras. "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e, sim, unicamente a que for boa para a edificação..." Ef 4:29. Este texto abrange não apenas o pecado que cometemos quando falamos palavrões ou coisas grosseiras, mas todo tipo de conversas dúbias, com duplo sentido, maliciosas.


     _ Castidade no comportamento e a preservação dela em nós mesmos e nos outros. "...cada um de vós saiba possuir o próprio corpo...e que, nesta matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão..." I Ts 4:4 e 6. Ofender a seu irmão neste contexto, seria ultrapassar os limites da pureza em um relacionamento. Defraudar seria despertar desejos em alguém, com quem não somos casados, e justamente por isso, não podermos saciá-los. Resumindo, defraudar seria instigar, tentar sexualmente alguém, se insinuar.


     _ A vigilância sobre os olhos e todos os sentidos. "Ouvistes o que foi dito: Não adulterarás. Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela." Mt 5:28. Este é um importante ponto para nós. Devemos sempre estar atentos ao que vemos, às conversas nas quais nos envolvemos, às músicas que ouvimos e o que elas dizem. Todas as coisas que nos contaminam devem ser evitadas à todo custo. Faça uma rápida análise de seu dia a dia e note alguns lugares que você vai, ou pessoas com quem você conversa, ou programas que você assiste, e se pergunte se você não estará se colocando em risco de pecar se expondo a tais situações. Quanto à impureza,a Bíblia tem um conselhoo: FUGIR!!!!


     _ A conservação da sociedade de pessoas castas. "Bem aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores." Sl 1:1. "Já em carta vos escrevi que não vos associásseis com os impuros..." I Cor 5:9. Precisamos desesperadamente conviver com pessoas mais santas que nós, que inspirem-nos a obedecer a Deus e a andar em seus caminhos. Já somos tão tendentes ao mal sem a ajuda de ninguém, imaginem se nos dermos ao direito de nos cercarmos o tempo todo de ímpios, impuros, idólatras!


     _ A modéstia no vestuário. "Da mesma sorte, que as mulheres, em traje decente, se ataviem com modéstia e bom senso..."I Tm 2:9


     _ O casamento, o amor conjugal e a coabitação. "Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade, corça de amores, e gazela graciosa. Saciem-se os seus seios em todo tempo; e embriaga-te sempre com as suas carícias." Pv 5:18 e 19. "Não vos priveis(privar de ter relações sexuais) um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência (falta de temperança, excesso, falta de castidade) I Co 7:5. Sim! O casamento é o antídoto que Deus instituiu contra a impureza! O amor conjugal é para ser vivido de forma profunda, bela, abençoada e assim, proteger a ambos, marido e esposa, das investidas do inimigo, do mundo e dos impuros.


       _ O evitar todas as ocasiões de impureza e resistir às suas tentações. "Afasta o teu caminho da mulher adúltera, e  não te aproximes da porta de sua casa." Pv 5:8. Esta deve ser uma prioridade na vida do crente: fugir vigorosamente, evitar a qualquer custo se expor a situações que o levem a ser tentado. Devemos identificar situações práticas do nosso dia a dia que nos deixem vulneráveis e fugir delas. Mais uma vez cito o caso de José, e se você nunca leu, ou se esqueceu desta história, é bom dar uma lida (Gn 39) e aprender a valiosa lição que ele nos legou: fugir, correr desesperadamente de qualquer situação que nos exponha a pecados sexuais. Se acharmos que somos fortes, e podemos resistir, já começamos a nossa derrocada e nem sabemos! 
     
     Amanhã veremos quais são os pecados proibidos no sétimo mandamento, descritos no Catecismo Maior.


     


   

8 comentários:

  1. Nosso o dever é evitar tudo que nos contamina, tipos de conversar , de programas ... Hoje em dia realmente é difícil achar algo na TV que não seja impuro ou coisa do tipo.Precisamos também deixar de conviver com Ímpios que só poluem nossas cabeças com coisas mundanas e conviver, como você disse, com pessoas mais santas que nós
    Esse assunto é muito sério!

    "Se acharmos que somos fortes, e podemos resistir, já começamos a nossa derrocada e nem sabemos!"

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante com um único mandamento abrange muitos outros aspectos que caem,consequentemente, em muitos outros assuntos que vão se ligando um ao outro.
    Hoje o pensamento do mundo (no que diz respeito a sexualidade) vai contra o pensamento bíblico,contra o pensamento Divino.Como diz no próprio post devemos nos desviar desse mal à nós, que é a convivência com os ímpios - o que é, na realidade algo impossível,mas a amizade que se tem com um crente, a aproximação que devemos ter, o valor que devemos dar, não é o mesmo à de pessoas incrédulas.

    ResponderExcluir
  3. Carlos Alexandre8 de junho de 2011 15:55

    Que DEUS nos conceda está Graça para não pecarmos contra Ele. Filhos, sobrinhos e afilhados, observai a Palavra da Verdade. "Venerado (Digno) de honra, seja entre todos o matrimônio (casamento) e o leito sem mácula (mancha); porém, aos que se dão à prostituição (impuros), e aos adúlteros, Deus os julgará. Hebreus 13:4.
    "Vós, que amais ao SENHOR, odiai o mal".Salmos 97:10.
    Deus nos abençoe,guardando-nos de toda impureza.

    ResponderExcluir
  4. Nós vemos que a palavra nos cerca por todos os lados. Às vezes pensamos estar certos, mas não há como fugir, Deus estabeleceu regras, e regras essas práticas, para que seus eleitos, de nenhuma maneira pecassem. é também muito importante vermos estas explicações do catecismo, porque às vezes não entendemos de forma completa a abrangência dos mandamento, e as explicações são bem elucidativas. Para finalizar, não há nada mais a dizer a não ser que Deus possa nos dar sua imensa graça, para que nos momentos de tentação não caiamos. Em poucas situações podemos cair em vários erros, que Deus seja misericordioso conosco, e esteja sempre nos guiando pelos retos caminhos!!

    ResponderExcluir
  5. Nós, muitas vezes, acabamos por associar o adultério apena em um contexto de casamento. Porém, esse pecado não se encaixa apenas aí.
    Devemos, como crentes e santos, procurar nos afastar desse tipo de pecado. Creio que o que deve estar na base dos nossos pensamentos é o afastamento dos ímpios e de suas influências. Em meio a essa sociedade corrompida, impura e adúltera, concluo que se faz impossível se privar desse pecado quando a pessoa está realmente inserida no mundo. Que nós, busquemos a sempre santidade, lembrando-nos de que nosso corpo, assim como a nossa mente, deve ser usado de maneira santa.

    ResponderExcluir
  6. ISRAEL
    realmente. a convivencia com pessoas retas e santas nos faz muito bem... e por outro lado, a convivencia com impios é como um acido (que vai corroendo tudo de forma lenta)
    e temos que estar atentos a tudo, pois o conselho dessas pessoas é LOUCURA... se nao vigiarmos, reprovarmos e fugirmos dessas coisas, elas irao crescer dentro de nós com muito mais facilidade

    ResponderExcluir
  7. é muito bom voce ter falado sobre esse negócio que muita gente acha que o pecado é só quando se pratica algo, ou adulterio só quando se esta casado e muita gente acha isso erradamente, podemos pecar de varias formas e acho que pensamentos são ainda piores porque ninguem sabe que voce esta errando então voce continua nessa pratica achando que não esta fazendo nada e esta. Ainda mais com relação a pecados sexuais hoje numa sociedade extremamente imoral, então devemos rever alguns conceitos ainda mais quando estamos no colégio, trabalho que teremos que conviver com impios mas tambem nos privarmos de atos que não fazem bem para nosso aumento espiritual.

    ResponderExcluir
  8. A explicação do que significa na íntegra o sétimo mandamento é algo muito forte e que, com certeza choca quem não conhecia em sua totalidade o mandamento.
    Deus não nos ordena a não termos relações ilícitas(fora do casamento) apenas, mas fugir de toda e qualquer coisa que possa remeter a isso, desde pensamentos impuros a conversação maliciosa.
    Acho que depois daquelas aulas de escola dominical sobre os dez mandamentos, onde usamos como base do estudo o Catecismo(além da própria Bíblia, é claro) aqueles(e eu me incluo nessa lista) que achavam que nunca tinham quebrado um ou dois mandamentos, perceberam que não existe sequer 1 mandamento que nós nunca quebramos.
    Esses 'detalhes' não podem ser esquecidos por nós em nenhum momento, pois (embora desconhecidos pela maioria dos crentes hoje em dia) são o próprio mandamento! Falhar em um 'detalhezinho' citado na explicação do mandamento significa quebrar TODO o mandamento.

    ResponderExcluir