terça-feira, 7 de junho de 2011

                                    Deuteronômio 22:13 a 30


     Deus provê leis para o seu povo, para que estas os preservem distante do pecado. Este é o objetivo destas lei quanto à castidade descritas neste texto (castidade:comportamento voluntário de abstinência de prazeres e de prática de atos sexuais fora do casamento). O foco principal aqui é a proteção do casamento. Este laço é tão sério e suas implicações tão marcantes, que a pena para uma mulher casada pega em adultério era a pena de morte. Para ambos. Violar a santidade o casamento é violar a santidade de Deus, que criou o casamento e zela por ele. 
     Há também no texto exortações para que as moças não desonrassem a casa de seu pai. Este ato que para a sociedade de hoje é tão comum, natural e até incentivado, é descrito aqui como loucura! "Porém, se isto for verdade, que se não achou na moça virgindade, então, a levarão à porta da casa de seu pai, e os homens de sua cidade a apedrejarão até que morra, pois fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai..." (verso 21).
     Todo o contexto trata de leis que visavam proteger o povo de Deus da prostituição. E estamos falando aqui de prostituição no sentido mais amplo da palavra. Prostituir significa "degradar(tomar a dignidade, tornar desprezível,depravar), aviltar(tornar vil, rebaixar), desonrar, corromper, macular(manchar moralmente, desonrar,infamar). Todo tipo de atitude imoral  estão colocados na condição de prostituição. Seja fornicação(sexo antes ou fora do casamento), adultério, homossexualismo ou qualquer tipo de pecado moral praticados ou desejados, são classificados como prostituição.  E por serem tão graves e afrontar tão severamente a santidade de Deus e a castidade do casamento, devem ser odiados por nós. Devemos fazer todo esforço do mundo, como fez José, fugindo da mulher de Potifar que o instigava, a fim de nos mantermos santos aos olhos de Deus. Amanhã veremos que o nosso Catecismo Maior coloca estes pecados diretamente relacionados à quebra do sétimo mandamento.

7 comentários:

  1. Aqui vemos mais um parte da bíblia esquecida pela sociedade, e esquecida também por muitos crentes. Se as pessoas voltassem mais à bíblia para pesquisar e entender sobre aspectos da vida em geral, e vissem a importância que é dada a pecados que hoje são considerados como normalidade, certamente muitos iriam perceber o mal que estão cometendo. Nestes versos vemos o quão errado era ter relações sexuais antes do casamento, e a forte punição que era dada, não só ao homem, dependendo dos casos, mas também às mulheres. Quando se pecava desta maneira, não estava só manchando a reputação das pessoas envolvidas, mas das famílias e do povo em geral!! Por isso muitas das vezes necessitavam punições tão fortes, não só para servir de exemplo, mas também como forma de limpar a imagem do povo, todos eram envolvidos no pecado, e com isso tinha que extrair aquela prática de forma ferrenha!! Deus abomina o pecado!! Que Deus possa nos dar graça para que não caiamos em pecados como estes, que ele possa estar sempre ao nosso lado, abrindo nossos olhos, e desvendando eles para que não nos envolvamos com coisas assim!! Pois estamos todos suscetíveis a erros como esses, e sem Deus, não temos por onde fugir!

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante; Neste texto vemos Deus falando sobre as leis de fornicação,adultério, entre outros. Hoje em dia a sociedade nem se fala mais sobre esse assunto, são a favor e até mesmo incentivam! Até mesmo entre nós crentes, infelizmente isso já é "normal" pra algumas pessoas!
    Deus ABOMINA cada um desses atos!
    E no texto cometer um adultério ou coisa do tipo , a pessoa deveria ser morta , apedrejada, muito diferente de hoje!!

    ResponderExcluir
  3. O que é de indignar é que até dentro da igreja há incentivo à separação e à relação sexual antes do casamento.São coisas tão claras e de fácil interpretação!Como é que pessoas que querem andar segundo os decretos Divinos vão contra essas leis? Devemos descansar em Deus e procurar fazer o que nos é devido.Cada um responderá por seus atos no dia do Juízo Final.

    ResponderExcluir
  4. Vemos aqui a gravidade dos pecados que envolvam o casamento. Esse é um pecado tão grave que a pena para ele era a morte.
    Infelizmente a nossa sociedade atual ve isso tudo naturalmente e até positivamente. Devemos, porém, nos afastar cada vez mais dessas ideologias pecaminosas, lembrando-nos da palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  5. Israel: e o 'engracado' é ver que a cada ponto da biblia que passamos, vemos o contraste com hoje em dia
    que a maioria dessas praticas pecaminosas sao normais e incentivadas.
    estamos em dias muito dificeis. e que hão de piorar!

    ResponderExcluir
  6. Gabriel Benjamin9 de junho de 2011 19:39

    É muito triste quando vemos que a nossa sociedade cada vez que o tempo passa vai piorando, antes quem cometesse adultério era apedrejada, hoje não se faz nada, se tornou normal, por isso que temos que ter muito cuidado com as influencias do mundo como vemos nos primeira parte do texto. Hoje pecados horrendos são tratados como normais e DEUS no final vai requerir todos eles de quem os pratica ou é cumplice.
    Devemos tomar cuidado com essa palavra prostituição, porque podemos estar cometendo e não sabemos, como voce disse prostituição no sentido amplo pode significar muitas coisas e todas elas pecados que se fossem cometidos a um tempo atras, seriamos mortos e acho que é assim que devemos pensar, se um crente na época não guardava o dia de sabado era morto, devemos pensar como se nossa vida estivesse em jogo e na verdade esta, mas nossa vida espiritual.

    ResponderExcluir
  7. Para nós crentes é muito claro que o sexo fora do casamento é algo totalmente fora de cogitação. Este texto mostra a seriedade da quebra de tal mandamento.
    Hoje em dia, o sexo fora do casamento é inclusive recomendado por alguns psicólogos como forma de 'apimentar a relação'. Este é o estágio em que a nossa sociedade chegou, dizendo que algo que foi instituido por Deus como crime com pena de morte pode melhorar uma relação restrita a apenas 2 pessoas(o casamento, outra instituição de Deus).
    Devemos nos manter firmes e rejeitar as idéias que o mundo vem propagando, pois são idéias RADICALMENTE CONTRÁRIAS aos mandamentos que Deus instituiu para serem usados como base na nossa vida.

    ResponderExcluir