terça-feira, 3 de maio de 2011

                           Deuteronômio 10


     Ainda relembrando os feitos de Deus por seu povo, Moisés mais uma vez os convoca à obediência! Ele começa a exortação com a pergunta do verso 12 : "...que é que o Senhor requer de ti?" E a resposta é incrivelmente simples, e ao mesmo tempo abrangente: "que andes em todos os seus caminhos, e o ames, e sirvas ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e de toda a tua alma..."
     Precisamos amá-lo de todo o nosso coração, e para isso precisamos nos lembrar que amor e obediência caminham juntos. O mundo nos diz outra coisa. O mundo prega que o amor é acompanhado de arroubos, êxtases, atitudes impensadas, loucuras. Em nome desse 'amor', as pessoas pisam em outras, abandonam suas famílias, seus filhos, os jovens fogem de casa, se colocam contra os pais. Em nome desse 'amor' que o mundo prega, se faz loucuras, até se mata! Mas não é deste sentimento destrutivo e corrosivo que a Bíblia fala. Quando a Palavra de Deus fala em amor, ela está falando em fazer o melhor para o outro, não para mim mesmo. Ela está falando em renúncia ao meu bem estar, pensando no bem estar do outro. Ela está falando em dar, não em receber; em agradar, não em ser agradado; em sofrer, não em provocar dor no outro. Vocês se lembram do Paulo diz sobre o amor em I Coríntios 13? " O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana (não se gaba, se gloria), não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera (não se irrita, não se enfurece), não se ressente do mal (não concentram sua atenção  sobre os erros que as pessoas cometem contra si, mas no amor que sentem por estas!);...tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." (versos 4 a 8). Esta descrição se parece de alguma forma com aquilo que o mundo diz ser amor?? Absolutamente não!
     E quando falamos em amor a Deus, a coisa é ainda mais séria. O amor a Deus exige de nós atitudes ainda mais práticas do que estas descritas por Paulo. O amor a Deus se resume à obediência total e irrestrita às Sagradas Escrituras, que expressam Sua vontade para seus filhos. Não é exatamente isto que aprendemos quando estudamos aquele versículo de João 14: 21?  "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama...". Esta é a única forma de mostrarmos ao mundo que amamos nosso Senhor: obedecendo! E este foi o grande apelo que Moisés fez ao povo neste capítulo. Amanhã veremos outras exortações no mesmo texto, mas todas elas procedem desta primeira: Amar ao Senhor de todo coração, de toda alma, com todas as nossas forças!   

7 comentários:

  1. Não podemos,jamais,usar o mundo como modelo de vida santa,nem que for,somente,em pequenos detalhes,formas de pensamentos.Na forma de pensamento do mundo não há fundamentos bíblicos, - o que distorce e e vai contra os nossos pensamentos - pois o mundo se baseia na sua própria vontade,no seu próprio querer.A filosofia de vida, a forma pela qual o mundo encara a vida é totalmente diferente da nossa (o que vai desencadear em uma série de pensamentos,objetivos e atitudes totalmente diferentes da nossa) dos filhos de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Carlos Alexandre3 de maio de 2011 16:52

    I Coríntios 13? " O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana (não se gaba, se gloria), não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera (não se irrita, não se enfurece), não se ressente do mal (não concentram sua atenção sobre os erros que as pessoas cometem contra si, mas no amor que sentem por estas!);...tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta." (versos 4 a 8).
    Quando nós nos deparamos com a Palavra da Verdade e entendemos o que é amor, e que ele provém de DEUS, somos edificados, firmados, fundamentados, santificados e confortados.
    Sugiro a leitura deste BLOG, está acima, fala da Lei e da obediência a essa lei.
    LEIAM: E a Bíblia com isso?
    Achei o livro da Lei!

    ResponderExcluir
  3. Devemos sempre andar nos caminhos de Deus. amar e obedecer a sua palavra. Essa questão do amor é uma questão bastante interessante e que nós conseguimos observar facilmente entre os ímpios. É incrível como essa idéia deturpada de amor já está presa e concretizada na mente deles. Mas não! O amor é exatamente o contrário do que eles pregam. O amor é o sentimento em que nós sempre "negamos a nossa vontade" em favor do outro, é buscar o bem. Estejamos atentos à palavra de Deus pois apenas ao obedecê-la, podemos afirmar que o amamos verdadeiramente.

    ResponderExcluir
  4. O amor a Deus se resume à obediência total a sua Sagrada Palavra.

    Eu, na hora me lembrei desse mesmo texto,o de
    I Coríntios 13 que mostra que esta descrição de 'amor' que ele se refere no texto não é a mesma discrição feita pelo mundo!

    ResponderExcluir
  5. e uma coisa é diretamente relacionada a outra. pois se voce diz que ama a Deus é por que necessariamente, voce segue os seus mandamentos. e nos é prazeroso e agradavel estar nesses caminhos, por mais que as vezes possamos pensar que mais prazeroso é nao estar nesses caminhos. e é nessas horas que se diferencia os filhos de Deus. por que os mesmos nao tem uma vida regulada pelos prazeres da vida e sim o contrario!

    ResponderExcluir
  6. Gabriel Benjamin4 de maio de 2011 14:51

    Me fez lembrar de quando estavamos em Lumiar e voce falou sobre esse assunto pra gente. E é dificil porque a todo momento o mundo tenta nos influenciar com suas filosofias com a do amor, mas na verdade devemos ficar firmes sabendo de que primeiro devemos buscar e atender a DEUS, na verdade nem em primeiro e sim em unico ! Amor requer obediencia a sua palavra e com relaçao ao proximo requer que voce seja longanimo e não arrogante, voce tem que se dar pelo irmão , isso é amor .

    ResponderExcluir
  7. Neste capítulo nós vemos uma exigência básica que abrange todos os nosso atos em relação a Deus. Deus nos dá tudo, o que necessitamos, tanto para nossa vida física, quanto para nossa vida espiritual, e a única coisa que requer em troca é a obediência a ele!! E é única coisa mesmo, porque mediante a obediência a ele e seus mandamentos, já estamos, primeiro, mostrando que amamos Ele, e mediante isso seguiremos seus ensinamentos e praticaremos a sua palavra!! Nós desde sempre fomos e continuaremos sendo imerecedores de tanta bondade e graça, mas como Deus é misericordioso ele não nos olha como pecadores, mediante seu Filho, nos olha também como filhos, e filhos amados, por isso devemos à ele toda honra e glória, pelos séculos dos séculos.

    ResponderExcluir